Escolha o seu idioma
BREN
Cadastre seu email e receba as novidades da Musimagem Brasil
Facebook Twitter

Tim Rescala

Tim Rescala

Estudou teoria musical e piano na UFRJ de 1976 à 1978 e na Escola de Música Villa-Lobos.

Em 1979, nesta mesma escola, estudou contra-ponto e arranjo com Hans-Joachim Koellreutter, com quem passou a estudar composição até 1983. Ainda neste ano, licenciou-se em música pela UNI-RIO. Em 1979 ganhou o primeiro prêmio do Concurso de Composição da Escola de Música Villa-Lobos e Colégio da OSB.

Em 1983 recebeu o prêmio Mambembe pela música das peças Will e A Porta. Participou de festivais de música contemporânea no Brasil e no exterior, com destaque para o Festival Sonidos de las Américas-Brasil, realizado em abril de 1996, em Nova Iorque, onde apresentou duas obras no Weill Recital Hall, no Carnegie Hall.

Em 1993 recebeu novamente o prêmio Mambembe pelo texto do musical infantil "Pianíssimo". Com a montagem de "Pianíssimo" em Belo Horizonte no mesmo ano, recebeu o prêmio Sated.

Em 1995 recebeu bolsa do Rio-Arte para escrever a ópera infantil "A Orquestra dos Sonhos", encenada no CCBB-RJ, sendo também lançada em CD (o primeiro do Brasil no gênero), com a criação do selo Pianíssimo. Com seu musical infantil, Papagueno, recebeu o prêmio Mambembe de 1997 pelo melhor texto e o prêmio Coca-Cola pela melhor música. Recebeu mais dois troféus Mambembe pela realização de dois dentre os cinco melhores espetáculos de 1997, Papagueno e A Orquestra dos Sonhos. Também por este último espetáculo recebeu o prêmio Golfinho de Ouro , dado pelo Governo do RJ.

De 1997 a 2000, foi o apresentador da série Concertos para a Juventude, realizada no Teatro Carlos Gomes, RJ.

1998 estreou a opereta de rua O Homem que Sabia Português, com música e libreto de sua autoria. Por esta obra, recebeu dois prêmios Sesc/Sated de 1999, em Belo Horizonte, pelo melhor texto e pela melhor música e o prêmio Shell de 1999 , RJ, pela melhor música. Estreou no Sesc Ipiranga, em São Paulo a ópera “A Redenção pelo Sonho”, com música e libreto de sua autoria, sobre a vida e a obra de Monteiro Lobato, sob encomenda do Sesc.

Em 1999 recebeu a Bolsa Vitae para escrever a obra Brincando de Orquestra.

Em 2001 ganhou mais uma vez o prêmio Shell pela música do espetáculo Um trem chamado do desejo, do Grupo Galpão, de Belo Horizonte.

Sua peça Pianíssimo, traduzida e dirigida por Tania Costa, tornou-se a primeira peça infantil a ser apresentada na Comédie Française de Paris, desde sua fundação. A mesma diretora montou também Papagueno, apresentada em várias cidades francesas em 2002 e 2003. Neste mesmo ano, escreveu mais uma ópera infantil, O Cavalinho Azul, sobre texto de Maria Clara Machado, encenada no teatro Tablado.

Em 2002, ao lado de Arrigo Barnabé e Guto Lacaz, escreveu e encenou a ópera 22 Antes Depois, no Sesc Ipiranga de São Paulo, comemorando os 80 anos da Semana de Arte Moderna de 1922.Em novembro de deste ano, lançou pelo selo Pianíssimo o CD Romance Policial, contendo sete obras de teatro musical. Pelo mesmo selo, lançou em 2003 o CD Desritmificações, o primeiro do Quinteto Tim Rescala. Outro Cd do selo Pianíssimo, Contos, cantos e acalantos, deu a José Mauro Brant e Tim Rescala o Prêmio TIM de melhor CD infantil de 2002.

Em 2004 escreveu texto e música do musical infantil A Turma do Pererê, baseado na obra de Ziraldo. Tendo alcançado grande sucesso de público e crítica, a peça foi também gravada em CD no mesmo ano pelo selo Pianíssimo.

Em 2004 e 2005 fez a música para a microsérie Hoje é dia de Maria, para a TV Globo, com direção de Luiz Fernando Carvalho,com lançamento em CD pela Som Livre.

Em 2005 tornou-se diretor da Sala Baden Powell, no Rio de Janeiro, ano em que também criou e dirigiu para o Sesc a série Multimúsica, com quatorze concertos didáticos, onde 48 artistas se apresentaram em teatros do subúrbio carioca.

Em 2007 fez a música para o programa Sítio do Picapau Amarelo, da TV, tendo lançado CD com a trilha pela Som Livre. No mesmo ano fez a música para o filme de animação Histórias da unha do dedão do pé do fim do mundo, de Evandro Salles e Marcia Roth, criado especialmente para a exposição Arte para crianças, montada em diversos estados brasileiros ao longo de três anos.

Em 2008 fez a música de um novo filme, Sobre dois quadrados, para a mesma exposição. Reapresentou com muito sucesso sua ópera A Redenção pelo Sonho, no Palácio das Artes, em Belo Horizonte, e no Teatro Nelson Rodrigues, no Rio de Janeiro. Fez a música da mini-série Capitu, de Luiz Fernando Carvalho, tendo gravado CD com a trilha pela Som Livre.

Participou da fundação da Musimagem Brasil - Associação Brasileria de Compositores de Música para Audiovisual.

Em 2009 participou como ator, roteirista e produtor musical do programa Criança Esperança. Coordenou um curso de música para imagem, produzido em conjunto pela Musimagem Brasil e o Conservatório Brasileiro de Música. Regeu a OSN num concerto em homenagem a Remo Usai, apresentando apenas obras para imagem de compositores brasileiros.

Escreveu o roteiro, fez a direção musical e a direção geral do espetáculo infantil Une, Dune, P de Poesia para o Sesc Pompéia, SP.

Participou como pianista do projeto Piano na Praça da Prefeitura de São Paulo.

Regeu a OSN - Orquestra Sinfônica Nacional - UFF em dois concertos: Música brasileira para cinema e televisão e Brincando de Orquestra.

Criou e dirigiu a reedição do projeto Multimúsica, incluindo cinco espetáculos didáticos sobre música clássica apresentados nas escolas do Sesi, com o patrocínio da Firjan. Também para a Firjan, em comemoração ao dia da Nacional da Cultura, criou o Piano cronológico, uma instalação onde um piano exibe um pouco da história da música brasileira.

Fez a música para o 3º e último filme de animação Suprematismo: 34 desenhos, para a exposição Arte para crianças.

Fez a direção musical e atuou como pianista no espetáculo Miranda por Miranda, de Stella Miranda, apresentando no Sesc Ginástico, RJ, sendo indicado ao prêmio Shell.

Fez música e produção musical do programa Zorra Total, da TV Globo.

Obras de destaque

1-Alex (1987)  média-metragem de animação produzido pelo Núcleo de Animação da Embrafilme

2-O fio da memória (1991) documentário longa-metragem de Eduardo Coutinho

3-Chico Total (1996) programa da TV GLOBO com Chico Anysio

4-Hoje é dia de Maria 1 e 2 (2004 e 2005) micro-série da TV GLOBO com direção de Luis Fernando Carvalho

5-Histórias da unha do dedão do pé do fim do mundo (2007) animação de Evandro Salles e Marcia Roth sobre poemas de Manoel de Barros

voltar para sócios
GrátisJunte-se ao nosso fórum e deixe sua opinião. Discuta suas idéias com outros associados. Em breve
Associe-seVocê é compositor? Trabalha com música para imagem? Faz música para filmes, programas de TV, videos, filmes publicitários? Nós também. Conheça melhor nosso trabalho e junte-se a nós. Faça o seu cadastro
Entre em contatoDúvidas? Sugestões? Entre em contato conosco: diretoria@musimagembrasil.com.
Se preferir, envie sua mensagem pelo site: Envie sua mensagem